01 Aug 2022

The STEM Camp was a success between the students

Nos passados dias 18 a 22 e dia 25 de julho, decorreu o STEM CAMP, realizado pela Edugep, com o apoio de alguns parceiros.  

O STEM CAMP visa desenvolver competências orientadas para ciência, tecnologia, engenharia e matemática para jovens que desejam abraçar essas áreas no seu futuro profissional. O público-alvo foram jovens entre os 18 e os 24 anos, integrados nos cursos de Aprendizagem Edugep, com distribuição equitativa do género masculino e feminino. 

 É necessário reeducar os jovens sobre sua visão nessas áreas que, na maioria das vezes, são vistas como áreas de maior exigência, mas que são muito necessárias para o mercado de trabalho. Para isso, decidimos envolver stakeholders em alguns dos dias do STEM Camp, convidando entidades a participar no projeto com o objetivo de cada desafio ser orientado por estes parceiros, fazendo a ligação com o mercado de trabalho e o desafio proposto aos participantes. Os desafios consistiam em tarefas às quais os alunos tinham que responder e, posteriormente, apresentar, para que pudessem ser avaliados.  

Na segunda-feira, dia 18, o primeiro desafio foi lançado pelo Instituto Politécnico de Setúbal. Os alunos fizeram uma visita guiada às instalações e depois realizaram o desafio da área de “tecnologia”. O desafio foi chamado de “The App Inventor” e os alunos tiveram de criar uma aplicação que pudesse controlar um carro. Posteriormente, apresentaram os seus resultados aos colegas e foram avaliados. 

Inserida na área de programação, na terça-feira, a Edugep desenvolveu uma atividade com os alunos, utilizando a ferramenta Scratch. O desafio era criar um jogo, utilizando apenas esta ferramenta. O Scratch trata-se de uma linguagem de programação gratuita, assim como e comunidade online onde todos podem criar as suas próprias histórias interativas, jogos e animações. 

Com o apoio da ATEC- Academia de Formação, na quarta-feira, os alunos tiveram a oportunidade de visitar as instalações desta academia, especialmente os laboratórios, e, ainda, realizaram a atividade “Soldadura – Fibra Óptica – Modelagem e Impressão 3D”, onde tiveram a oportunidade de fazer cabos de fibra ótica, uma lanterna e, para finalizar, também moldaram e imprimiram um chaveiro. 

Na quinta-feira, desenvolveram a área de ciências, em conjunto com nosso parceiro The K-Evolution. Os alunos realizaram uma atividade onde tiveram que identificar o potencial das plantas halófitas, principalmente a salicórnia, como substituta do sal normal. Começaram com uma visita ao Cais Palafítico da Gâmbia, e depois realizaram o trabalho de pesquisa e apresentação. O objetivo do desafio era propor de forma criativa um negócio para introduzir a salicórnia na comida mediterrânica, destacando o seu potencial. 

Na sexta-feira, os alunos tiveram a oportunidade de realizar uma atividade relacionada com a matemática! Eles depararam-se com um problema que muitas empresas em diferentes ramos de atividade enfrentam e tiveram que descobrir uma solução para ele. Os alunos colocaram em prática conceitos matemáticos, de otimização, logística, bem como o uso de ferramentas digitais, como Google Maps, Microsoft Excel, etc. para atingir o objetivo.  

No último dia do STEM CAMP, os alunos tiveram a oportunidade de visitar a Fábrica da Volkswagen Autoeuropa e realizaram o desafio final na área da Robótica. O trabalho desenvolvido foi avaliado, não só com foco nos resultados, mas também na criatividade, trabalho em equipa e espírito de inovação e entreajuda. Os parceiros reuniram as avaliações de cada dia e selecionaram um Embaixador STEM e uma Embaixadora STEM, para promover o STEM entre seus colegas e nas ações a serem desenvolvidas no futuro. A equipa chamada “laranjinhas” foi a equipa vencedora e a que representará Portugal no STEM International em Itália no próximo ano! Os embaixadores STEM portugueses também foram escolhidos neste último dia: Carolina Oliveira e Alexandre Gonçalo! 

 

 

 

Leave a Reply